Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

Crateras Armstrong, Collins & Aldin

Missão APOLLO 11 - o plano da missão da Apollo 11, pela primeira vez na história da humanidade, era desembarcar dois homens na superfície lunar e regressar em segurança para a Terra. 

O foguete Saturno V foi utilizado para levar a espaçonave Apollo 11 ao espaço. O lançamento do foguete ocorreu no Complexo de Lançamento 39A (Lat: 28o 36' 30.23" N, Long: 80o 36' 15.64" W) do Centro Espacial Kennedy, na Florida/USA, em 16 de julho de 1969, às 13:32:00 UT. 

A espaçonave Apollo 11 carregava uma tripulação de três astronautas: Neil Armstrong que era o comandante da missão,  Michael Collins, o piloto do “Columbia” ou Módulo de Comando e Serviço (CSM)  e  Edwin E. “Buzz” Aldrin Jr piloto do “Eagle” ou Modulo Lunar (LM). 

       

       Foto:     Edwin "Buzz" Aldrin Jr.                         Neil Armstrong                                      Michael Collins

O local do pouso na Lua:

O primeiro pouso de uma nave tripulada na Lua aconteceu no dia 20 de julho de 1969, às 20:17:40 UT, quando o Modulo Lunar “Eagle” (águia) pousou no Mare Tranquillitatis, nas coordenadas LAT: 00° 40′ 26.69″ N, LON: 23° 28′ 22.69″ E.  A "águia" pousou a aproximadamente 400 metros a oeste de uma pequena cratera com bordas afiadas, com cerca de 180m de diâmetro.

                                                                     

         Foto: Imagem feita pela sonda lunar americana LRO do local de pouso da Missão Apollo 11.- LRO/NASA.

Foto: fotografia tirada pelo Vaz Tolentino Observatório Lunar indicando o ponto de pouso do Modulo Lunar no "Mare Tranquillitatis".

O Modulo Lunar da missão Apollo 11 aterrissou no sudoeste do Mare Tranquillitatis, intencionalmente, uma área muito plana e, portanto, segura para o primeiro desembarque.

A foto abaixo, apresenta uma visão mais ampla dessa região, mostrando algumas crateras de interesse e as crateras Armstrong, Collins & Aldrin. Norte para cima.

Foto: fotografia tirada pelo Vaz Tolentino Observatório Lunar, indicando o ponto de pouso do Modulo Lunar no "Mare Tranquillitatis" e as principais crateras vizinhas.

Na direção noroeste do local do pouso, encontram-se as crateras Sabine e Ritter, que formam um interessante par, com aproximadamente a mesma idade e tamanho. Ambas tem cerca de 3.800 milhões de anos. Sabine tem 31 Km de diâmetro e 1,5 Km de profundidade, enquanto Ritter tem 32 Km de diâmetro e 1,3 Km de profundidade. Ambas têm piso áspero, mas não possuem pico central. 

Próximo à essas duas crateras existem três outras minúsculas crateras, que foram “rebatizadas” como Armstrong, Aldrin e Collins, em homenagem aos astronautas da Apollo 11. Essas pequeninas crateras tem os seguintes diâmetros (respectivamente): 4,6 Km, 3,4 Km e 2,4 Km. Originalmente, as três pequenas crateras chamavam-se Sabine E, B e D respectivamente.

Ao norte do local do pouso encontra-se a cratera Arago, com 27 Km de diâmetro e 1,8 Km de profundidade.

                                            

Foto: Um imagem em close do ponto de alunissagem da Apollo 11, feito pela sonda lunar japonesa Kaguya/SELENE.

Tributo à Missão Apollo 11: Em 1970, a IAU (International Astronomical Union) "batizou" três pequenas crateras no Mare Tranquillitatis, perto da área do pouso do Módulo Lunar Eagle, com os nomes dos três astronautas da Missão Apollo 11 - ARMSTRONG, COLLINS & ALDRIN !

Na foto abaixo, Norte para direita.

Foto: as três pequenas crateras que rebeberam os nomes dos três astronautas da Missão Apollo 11. - Vaz Tolentino Observatório Lunar.

Bo!

Boletim Observe! do mês de outubro ...
Boletim Observe! do mês de outubro de 2020
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de outubro de 2020 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de outubro de 2020 está disponível ... Leia mais
28/09/2020
Vera_rubin

Maior câmera digital do mundo ...
Maior câmera digital do mundo será utilizada em Observatório Astronômico.
Maior câmera digital do mundo será utilizada no Observatório Vera C. Rubin, anteriormente conhecido como LSST (Large Synoptic Survey Telescope). Maior câmera digital do mundo obtém as primeiras imagens A ... Leia mais

Maior câmera digital do mundo será utilizada no Observatório Vera C. Rubin, ... Leia mais
18/09/2020
Haroldo

Descoberto gás "fosfina" na ...
Descoberto gás "fosfina" na atmosfera de Vênus.
Gás encontrado na atmosfera de Vênus pode indicar vida extraterrestre microbiana Fosfina é produzida na atmosfera terrestre por micróbios anaeróbicos (que não precisam de oxigênio) ou pela atividade ... Leia mais

Gás encontrado na atmosfera de Vênus pode indicar vida extraterrestre microbiana ... Leia mais
14/09/2020